A tecnologia como aliada na segurança do paciente

A tecnologia como aliada na segurança do paciente

Quem trabalha com saúde sabe como é importante garantir a segurança do paciente. São vários os desafios enfrentados dentro dos hospitais, com diversos procedimentos de segurança a serem seguidos.

Com toda certeza, uma grande aliada na busca pelo melhor tratamento para os pacientes é a tecnologia, já que por meio dela é possível otimizar a rotina de diversos profissionais, visando prevenir danos e assegurar o bem-estar de todos.

Neste texto, você descobrirá a importância da tecnologia e como ela pode ajudar os hospitais a garantirem a segurança dos pacientes. Boa leitura!

Por que a tecnologia é tão importante para a área da saúde?

Um relatório divulgado nos Estados Unidos identificou que uma série de problemas nas internações contribuíram para que 180.000 óbitos acontecessem em um ano. Um número tão absurdo tornou urgente a necessidade de reduzir os erros na assistência à saúde.

A segurança do paciente é posta em risco quando exposta a erros como dosagem errada, quedas, problemas na comunicação da equipe médica, contaminação, demora no atendimento, diagnóstico incorreto, etc. As consequências são diversas:

  • maiores taxas de infecções;
  • maior tempo de internação;
  • óbitos.

Dessa forma, a tecnologia favorece — e muito — o atendimento e tratamento de pacientes, uma vez que por meio dela os procedimentos se tornam mais otimizados, seguros e confiáveis, e os processos ficam menos suscetíveis a erros humanos.

Como a tecnologia pode ajudar na segurança do paciente?

Do momento do cadastro até a internação, o uso de ferramentas tecnológicas faz com que os hospitais melhorem a velocidade de atendimento e asseguram que cada pessoa receberá o tratamento ideal. Confira a seguir algumas dicas para melhorar a segurança do paciente dentro de um hospital.

Big Data

O Big Data é uma área que estuda como tratar altos volumes de dados, algo muito comum em hospitais.

Por meio dele, é possível fazer um monitoramento contínuo das informações hospitalares, desde controle de estoque até acompanhamentos de internação.

Com o monitoramento de ações, torna-se mais fácil prever alguns padrões e tomar atitudes preventivas, evitando riscos e garantindo maior segurança ao paciente.

Prontuário Eletrônico do Paciente

Enquanto antigamente eram necessárias pilhas e mais pilhas de papéis para documentar todas as fichas de pacientes, os Prontuários Eletrônicos deixam as informações de cada paciente a um clique de distância.

Em um conjunto de Big Data + Prontuários Eletrônicos, existe uma alta possibilidade da personalização do atendimento, uma vez que se torna possível entregar muito mais informações sobre o paciente de forma rápida, garantindo que todo seu histórico seja acessado quando houver necessidade.

Essa tecnologia também permite que pacientes encaminhem informações diárias aos seus médicos, assegurando maior segurança sem a necessidade de sair de casa.

Equipamentos mais avançados

À medida que a tecnologia avança, os equipamentos vão se tornando cada dia mais seguros, indolores e grandes aliados na prevenção, detecção, combate e tratamento de doenças.

Além de garantir um melhor atendimento ao paciente, esses equipamentos também promovem agilidade nos processos, trazendo mais produtividade para a equipe do hospital, uma vez que eles podem ser integrados com os sistemas utilizados fazendo com que a transferência de dados seja bem mais rápida.

Quanto mais avançado e de qualidade é um equipamento médico, maior a segurança será transmitida aos seus pacientes, já que eles sentirão que estão recebendo os cuidados em um lugar que realmente se preocupa com sua saúde e seu conforto. 

Por isso, a tecnologia deve sempre andar de mãos dadas com uma equipe preparada e apaixonada pelo que faz, pois, dessa forma, o resultado sempre será um trabalho muito bem feito, que assegura o bem-estar e a segurança do paciente.

Gostou do artigo e quer saber mais sobre como equipamentos médicos avançados podem trazer melhorias ao seu hospital? Nos siga nas redes sociais: estamos no Facebook e Instagram.

 

COMPARTILHE:
Acreditação hospitalar: entenda como ela traz mais reconhecimento ao seu hospital

Acreditação hospitalar: entenda como ela traz mais reconhecimento ao seu hospital

A acreditação hospitalar é um processo de autoavaliação e avaliação externa, realizado por especialistas em gestão de hospitais. Por meio dela, é mensurado o desempenho das instituições de saúde de acordo com o que é esperado pelas agências reguladoras, investidores e, é claro, os pacientes.

Embora tenha um processo bem rigoroso de aprovação, o hospital que cumpre todas as normas é certificado e ganha um grande reconhecimento, já que os processos são avaliados com base nos padrões de excelência internacional. Sendo assim, podemos considerar que um hospital certificado é confiável e entrega um atendimento de qualidade.

Neste texto você vai entender mais sobre o processo de acreditação hospitalar e todos os benefícios que ela pode trazer. Boa leitura!

Quais são os objetivos da acreditação hospitalar?

O foco principal da acreditação está em trazer melhorias nos mais diversos setores do hospital. Mesmo que a instituição hospitalar não saia certificada em um primeiro momento, são direcionados diversos pontos de melhoria a serem trabalhados para que a certificação possa correr.

Confira a seguir quais são os principais objetivos da acreditação hospitalar.

Melhorar a administração

De acordo com o manual da ONA (Organização Nacional de Acreditação), uma instituição de saúde deve estar sempre atualizada, com metodologias didáticas que permeiem toda a equipe hospitalar.

Tudo isso traz mais clareza para quais são os resultados esperados, fazendo com que a melhora de performance hospitalar seja cada vez maior.

O processo de acreditação incentiva a organização de saúde a permanecer sempre atualizada, para, a partir disso, estar sempre preparada para alcançar e manter resultados satisfatórios.

Auxiliar na redução de erros médicos

Para garantir a segurança do paciente, os especialistas verificam quais são os protocolos de procedimentos direcionados para que os profissionais evitem o erro médico, além de analisar quais são os procedimentos indicados em caso de alguma intercorrência.

Também podemos reforçar que a acreditação ajuda a estruturar uma logística de informações, analisando todos os documentos registrados. Após essa minuciosa análise, são apontadas quais são as possibilidades de melhoria naquela instituição.

Assegurar um padrão de qualidade

O processo de acreditação analisa todo o processo de atendimento do hospital, desde o momento em que o paciente se registra até o momento da alta. Também é verificado se as tecnologias utilizadas estão atualizadas e se os treinamentos passados para a equipe são adequados aos padrões esperados.

O foco principal dessa análise é assegurar o bem-estar e satisfação do paciente, garantindo que ele terá o melhor atendimento possível dentro daquela instituição médica.

Garantir a segurança

Existem diversas diretrizes de segurança — validadas pelas comunidades científicas nacionais e internacionais — que asseguram que os procedimentos estão sendo executados da forma correta.

Ao seguir essas diretrizes, o paciente fica mais seguro, já que ficará menos exposto a possíveis erros médicos que podem causar infecções hospitalares e até mesmo fatalidades.

Quais são os tipos de acreditação?

Atualmente, existem dois tipos de acreditação hospitalar:

  • acreditação nacional: realizada pela Organização Nacional de Acreditação em parceria com o Ministério da Saúde, esse formato dá um certificado válido em todos os estados brasileiros. Nela, existem 3 diferentes níveis de acreditação, de acordo com o cumprimento das normas estabelecidas pela ONA:
  • nível 1: acreditado (o hospital cumpre todos os requisitos de segurança);
  • nível 2: acreditado pleno (o hospital cumpre todos os requisitos relacionados à gestão e segurança);
  • nível 3: acreditado com excelência (o hospital cumpre todos os requisitos com excelência).
  • acreditação internacional: é realizado por diversos órgãos independentes, como a Joint Commission International (JCI), National Integrated Accreditation for Healthcare Organizations (NIAHO) ou QMentum. Essa acreditação tem validade internacional e é fiscalizada por alguns dos hospitais mais importantes do mundo.

Qual tipo de acreditação escolher?

Tudo vai depender de como é a atuação do hospital. Podemos ressaltar que quanto mais normas são cumpridas, maior será o desempenho da instituição. Ou seja, dependendo do caso, passar pelas duas acreditações pode ser extremamente benéfico para o reconhecimento do hospital.

Como a acreditação hospitalar impacta a visibilidade do hospital?

Cada nível de acreditação hospitalar deixa a instituição de saúde com mais visibilidade, afinal, ela garante que os processos dentro daquele hospital serão executados em nível de excelência. Tudo isso reduzindo a burocracia nos processos, fazendo com que os profissionais de saúde consigam melhorar sua produtividade e focar no que verdadeiramente importa: o paciente

Gostou do artigo e quer ficar por dentro de mais dicas sobre gestão hospitalar? Siga a RTS Rio nas redes sociais, estamos no Facebook e Instagram.

COMPARTILHE:
O-Scan

O-Scan

O-Scan

O-scan é um Sistema de Ressonância Magnética Dedicada com plataforma flexível, permitindo que diversos protocolos específicos atendam aos exames de extremidades, como pé, joelho, tornozelo, mão, punho e cotovelo. Conta também com a Plataforma PC Pentium de alta performance, operando no ambiente do Sistema Operacional Windows, que permite uma administração completa do fluxo de informações e uma excelente capacidade de atualizações.

Produtos Relacionados

MyLab X5

MyLab X5

Com o novo MyLab ™ X5 da Esaote , tornou-se tão inteligente e simples que você não precisa mais se preocupar com ajustes demorados. Projetado com...

MyLab X6

MyLab X6

O novo MyLab ™ X6 da Esaote torna seu fluxo de trabalho tão eficiente e suave, que não apenas aumenta a produtividade, mas também fortalece seu...

MyLab X7

MyLab X7

A nova tecnologia MyLab ™ X7 da Esaote permite que você tome decisões melhores, mais rápidas e mais confiáveis, graças à usabilidade e ergonomia...

MyLab Gamma

MyLab Gamma

O MyLab ™ Gamma libera o ultrassom, oferecendo imagens de excelente qualidade e diagnóstico rápido e preciso ao ponto de atendimento em qualquer...

COMPARTILHE:
G-Scan

G-Scan

G-Scan

A G-Scan Brio é um equipamento de ressonância magnética inovador de magneto basculante (TILTING MRI) que permite o estudo das interações biomecânicas das articulações em posição supina (decúbito dorsal, ressonância magnética tradicional) e na posição ortostática.
A G-scan possui um magneto permanente dedicado específico para os exames de mão, punho, cotovelo, ombro, antepé, tornozelo, joelho, quadril, coluna cervical e lombar. Constituído por uma liga de Neodímio, Ferro e Boro, com arquitetura “Aberta” em “C”de Neodimio.
A intensidade do campo magnético é de 0,25 T. Produz imagens axiais, sagitais e coronais assim como cortes de projeção obliqua das articulações. Este equipamento não usa líquidos criogênicos, portanto a G-Scan possui baixo custo operacional garantindo uma confiável rentabilidade.

Produtos Relacionados

MyLab X5

MyLab X5

Com o novo MyLab ™ X5 da Esaote , tornou-se tão inteligente e simples que você não precisa mais se preocupar com ajustes demorados. Projetado com...

MyLab X6

MyLab X6

O novo MyLab ™ X6 da Esaote torna seu fluxo de trabalho tão eficiente e suave, que não apenas aumenta a produtividade, mas também fortalece seu...

MyLab X7

MyLab X7

A nova tecnologia MyLab ™ X7 da Esaote permite que você tome decisões melhores, mais rápidas e mais confiáveis, graças à usabilidade e ergonomia...

MyLab Gamma

MyLab Gamma

O MyLab ™ Gamma libera o ultrassom, oferecendo imagens de excelente qualidade e diagnóstico rápido e preciso ao ponto de atendimento em qualquer...

COMPARTILHE:
S-Scan

S-Scan

S-Scan

O S-scan possui um magneto permanente constituído por uma liga de Neodímio, Ferro e Boro, com arquitetura “Aberta” em “C” de Neodímio. A intensidade do campo magnético é de 0,25 T.
Não requer manutenções onerosas ou elevado consumo de energia (aprox. 3 kW).
Produz imagens axiais, sagitais e coronais assim como cortes de projeção obliqua das articulações.
Este equipamento não usa líquidos criogênicos, portanto a S-scan possui baixo custo operacional garantindo uma confiável rentabilidade.
Por isso podemos dizer que devido a qualidade obtida e a seu baixo custo operacional é o sistema que apresenta a melhor relação custo/benefício existente no mercado de RM.
É simples de instalar, graças as suas dimensões e peso reduzido.
Área mínima necessária de 25 m2 e peso de 7000kg.

Produtos Relacionados

MyLab X5

MyLab X5

Com o novo MyLab ™ X5 da Esaote , tornou-se tão inteligente e simples que você não precisa mais se preocupar com ajustes demorados. Projetado com...

MyLab X6

MyLab X6

O novo MyLab ™ X6 da Esaote torna seu fluxo de trabalho tão eficiente e suave, que não apenas aumenta a produtividade, mas também fortalece seu...

MyLab X7

MyLab X7

A nova tecnologia MyLab ™ X7 da Esaote permite que você tome decisões melhores, mais rápidas e mais confiáveis, graças à usabilidade e ergonomia...

MyLab Gamma

MyLab Gamma

O MyLab ™ Gamma libera o ultrassom, oferecendo imagens de excelente qualidade e diagnóstico rápido e preciso ao ponto de atendimento em qualquer...

COMPARTILHE: