Evitar erros de gestão hospitalar com uma administração adequada permite que a instituição atinja as metas estabelecidas, além de elevar sua qualidade de serviços e aumentar a receita. Da mesma forma, um hospital com gestão eficiente atrai pacientes e profissionais qualificados.

Contudo, nem sempre é fácil aprimorar o caminho para essa gestão. São muitos os desafios que acabam resultando em erros de gestão hospitalar. Para evitar que eles aconteçam, acompanhe a leitura a seguir e conheça algumas dicas importantes que devem ser colocadas em prática na instituição!

Principais desafios da gestão hospitalar

A gestão hospitalar tem grande impacto na qualidade de atendimento, saúde e bem-estar do paciente. No entanto, alguns desafios são enfrentados no setor e podem prejudicar a produtividade da organização, impactando em suas ações.

Para evitar erros de gestão hospitalar, a administração deve ser eficiente, com visão estratégica que permita elevar o nível na assistência e superar as dificuldades. Acompanhe os principais desafios enfrentados pelos gestores hospitalares:

  • implementar processo de planejamento;
  • valorizar os profissionais;
  • utilizar indicadores para decisões estratégicas e assertivas;
  • realizar manutenção de equipamentos periodicamente;
  • manter o fluxo de caixa;
  • utilizar equipamentos ultrapassados;
  • organizar e controlar os processos;
  • adotar novas tecnologias.

5 erros de gestão hospitalar

A gestão é uma atividade que envolve planejamento, tomada de decisão, controle, análise de desempenho e outras tarefas que muitas vezes podem ser falhas. Muitos erros de gestão hospitalar acabam impedindo o bom funcionamento da instituição. Conheça 5 principais que devem ser evitados a qualquer custo.

1. Gestão de estoque inadequada

A gestão de estoque é o gargalo de boa parte das instituições. Afinal, o estoque parado representa investimento sem giro. Do mesmo modo, a ausência de insumos é responsável por comprometer o funcionamento do hospital, colocando em risco a vida de seus pacientes.

Além do problema representado em almoxarifados e farmácia, a gestão inadequada de estoque afeta áreas mais críticas. O elevado volume de materiais e medicamentos estocados em UTIs (unidade de terapia intensiva), e salas de emergência, como em carros de emergência, dificilmente são controlados.

2. Falta de treinamento regular

O treinamento hospitalar não envolve somente médicos, enfermeiros e técnicos, mas também profissionais que atuam em outros setores. Um dos erros de gestão hospitalar é contar com uma equipe mal preparada, que não saiba como tratar os pacientes, sem conseguir informá-los em relação aos seus procedimentos.

Por isso, é fundamental que os profissionais tenham treinamento regularmente, atualizando-se em técnicas e relembrando os valores da instituição, de modo a oferecer o melhor atendimento ao setor.

3. Escolha inadequada os equipamentos

Outro grande erro na gestão de um hospital é a escolha inadequada de equipamentos. Para que a instituição possa funcionar, é importante que os materiais e máquinas sejam de qualidade, evitando que pacientes e profissionais corram riscos. Dessa forma, uma gestão eficaz deve acertar na escolha dos equipamentos, observando as seguintes características:

  • especificações técnicas, para que atendam às necessidade dos procedimentos;
  • relação custo-benefício, considerando o alto investimento;
  • tecnologia empregada, durabilidade e despesas com manutenções;
  • reputação do fornecedor, avaliando atendimento, garantia e suporte técnico.

4. Falta de investimento em marketing digital

Um erro comum é achar que o gestor não precisa promover seu hospital. Para que a instituição possa criar no público a confiança nos serviços oferecidos, apresentar os profissionais, especialidades e serviços oferecidos, é importante recorrer ao marketing digital.

Essa é uma forma de evitar que pacientes procurem outra instituição concorrente. A sugestão é que o gestor promova conteúdos relevantes, com temas de interesse, mostrando preocupação com a saúde de todos.

5. Ignorar ações preventivas

Por fim, um dos principais erros de gestão hospitalar está relacionado ao descuido da manutenção preventiva dos equipamentos. Isso porque, mesmo que os itens sejam duráveis e de alta qualidade, o uso diário provoca desgaste e avarias.

Realizar esse cuidado é fundamental para atender às exigências da Vigilância Sanitária, garantindo a segurança dos pacientes e dos colaboradores. Da mesma forma, o gestor evita contratempos, como deixar de realizar procedimentos importantes ou de utilizar leitos devido à equipamentos quebrados ou com defeitos.

Como enfrentar os erros de gestão hospitalar

Além de conhecer os principais erros de gestão hospitalar para poder evitá-los, também é importante saber sobre algumas formas de enfrentar alguns destes erros, melhorando o desempenho da instituição. Confira.

Planeje antes de executar

Entender as demandas da instituição é fundamental para alcançar uma gestão hospitalar eficaz. Assim, o gestor deve procurar recursos para supri-las, considerando melhorias que novas aquisições ou mudanças podem causar no ambiente.

Dessa forma, antes da tomada de decisões, é importante realizar um planejamento estratégico, analisando cada etapa do trabalho, as ferramentas e o capital humano necessários, além do impacto sobre a rotina da instituição.

Tenha o controle das informações

É essencial que o gestor tenha conhecimento de todas as informações sobre o ambiente hospitalar. Assim, é possível evitar falhas durante a gestão. As informações incluem dados, relatórios e responsabilidades relacionadas ao hospital.

Dessa forma, qualquer equívoco pode ser desfeito a tempo de não causar sérios danos ao hospital, profissionais e, principalmente, aos pacientes. Por isso, acompanhar informações é uma ação que deve ser constante, fazendo parte da rotina e facilitando a identificação de problemas.

Uma alternativa para otimizar o controle das informações é facilitar a comunicação entre os setores, utilizando um modelo integrado e aberto. Ao fazer isso, o gestor pode ter conhecimento das informações de forma efetiva.

Analise os resultados

De nada adianta promover mudanças e ajustes na instituição se o gestor não acompanhar os resultados de forma constante. Por esse motivo, é importante estabelecer métodos de avaliação, considerando também a opinião dos pacientes.

É indicado analisar frequentemente os processos, atividades e mudanças implementadas recentemente. Dessa maneira é possível visualizar quais pontos ainda devem ser modificados.

Ao aplicar as mudanças, é necessário consultar a equipe, considerando as sugestões antes mesmo de colocá-las em prática, aumentando as chances de acerto. Além disso, é preciso considerar a frequência das avaliações, verificando o período ideal e registrando a periodicidade da análise.

Dê atenção ao marketing digital

Investir no marketing digital é uma maneira de impedir que alguns dos erros de gestão hospitalar aconteçam. O marketing tem papel muito importante para instituições que desejam aumentar sua visibilidade.

No setor da saúde, boas estratégias ajudam a fortalecer a imagem do hospital com os pacientes. Assim, o gestor deve utilizar o marketing digital para divulgar a instituição, os valores praticados, profissionais envolvidos, atendimento humanizado e procedimentos realizados.

O principal objetivo do marketing é conquistar a confiança dos pacientes e fidelizá-los. Por isso, o marketing hospitalar aliado ao atendimento de qualidade favorece uma visão positiva dos pacientes em relação ao hospital.

Com as dicas acima, é possível evitar erros de gestão hospitalar, melhorando o funcionamento da instituição, elevando sua reputação diante dos pacientes e contribuindo para que o ambiente seja ideal para uma rotina de trabalho segura e adequada.

Você gostou das informações deste conteúdo? Então, confira mais assuntos como este no blog da RTS RIO!

COMPARTILHE: