RTS

Parto humanizado: dicas para sua unidade hospitalar dar a assistência necessária

Ao falar em parto humanizado, muitas pessoas acabam pensando em um parto realizado em casa, sem anestesia, muitas vezes com água e ambiente intimista. Contudo, esse procedimento não está relacionado ao local ou via do nascimento do bebê.

O termo humanizado se refere ao tipo de assistência que a mulher recebe durante todo o procedimento, com decisões e escolhas compartilhadas com a mulher, ouvindo-a e respeitando-a. A seguir, conheça melhor o parto humanizado e entenda o que é necessário para realizá-lo em uma instituição.

O que é parto humanizado?

A humanização está relacionada à assistência realizada durante o parto, e não com a via ou local. No Brasil, uma em cada quatro mulheres sofre algum tipo de violência durante o parto, seja ele natural ou cesárea. A chamada violência obstétrica pode estar presente de diferentes formas, como:

  • Limitação da movimentação da mãe durante o trabalho de parto;
  • Realização de procedimentos que não eram necessários;
  • Omissão de informações importantes relacionadas ao procedimento;
  • Execução de procedimentos sem o consentimento da mulher;
  • Desrespeito às escolhas da mulher;
  • Maus tratos;
  • Abuso de poder.

Esse tipo de violência ocorre em boa parte em partos normais. Por isso, é comum ouvir relatos de mulheres apontando o parto natural como algo que nunca faria, aumentando o número de cesáreas realizadas.

O parto humanizado pode ser realizado em parto normal e também cesárea. Nele, tudo é feito para promover a saúde da mãe e bebê, visando seu bem-estar. No parto humanizado, a cesárea é realizada somente quando há indicação médica para casos específicos e, ainda assim, o desejo da mulher é respeitado.

Diferente do que se imagina, é possível tornar um procedimento cirúrgico humano e acolhedor, de modo a proporcionar o melhor momento para que mãe, bebê e familiar eternizem a lembrança com boas memórias e sem traumas.

A importância do parto humanizado

O parto humanizado é uma das principais formas de combater a violência obstétrica, assim como reduzir a taxa de mortalidade infantil e de gestantes. Além disso, o parto humanizado evita que procedimentos desnecessários sejam realizados.

Benefícios do parto humanizado

Durante o parto humanizado, o médico obstetra e sua equipe visam garantir a segurança da mãe e bebê, mesmo quando a gestante não deseja que ocorram intervenções médicas durante o parto, e para assegurar que a assistência seja realizada em casos de intercorrências.

Considerando que o parto humanizado é uma forma de acolher, apoiar e oferecer uma experiência agradável e segura para mãe e bebê, outras vantagens estão presentes neste procedimento. Confira.

Diminuição do nível de estresse e ansiedade

A mulher tem a possibilidade de esperar pela hora do nascimento do bebê no parto humanizado, sem existir pressão por meio da equipe médica. Para aguardar pacientemente pelo momento adequado, a mulher tem como opção caminhar, ouvir música, e realizar outras atividades que ajudem a reduzir as dores das contrações.

Menor desconforto para o recém-nascido

Durante o parto humanizado, o bebê evita passar por situações que foram sempre  comuns nesse tipo de procedimento, como salas frias, afastamento da mãe nos primeiros segundos após nascer, ruídos altos, entre outros fatores incômodos. Dessa forma, a humanização contribui para que o bebê se sinta mais confortável, diminuindo dores e também a frequência de choro.

Aleitamento prolongado

Outra vantagem do parto humanizado é o aleitamento prolongado. Além de promover o bem-estar físico e psicológico da mulher, o aleitamento tem como principal objetivo estreitar o laço afetivo entre mãe e bebê. Isso acontece pela presença do bebê e sucção da mama no contato entre peles, feito logo no momento do nascimento.

Redução do risco de depressão pós-parto

O parto humanizado diminui também o risco de desenvolvimento da depressão pós-parto. Ao ter suas decisões individuais respeitadas, a mulher diminui as chances do aparecimento de sentimentos como medo, insegurança, ansiedade, nervosismo, perda de liberdade, todos presentes na depressão pós-parto.

Estreitamento do laço afetivo

Durante o trabalho de parto humanizado, o corpo da mãe libera hormônios importantes para construir a relação com o bebê. O contato com a pele realizado imediatamente após o nascimento, seja por parto natural ou cesárea, contribui para fortalecer e consolidar o vínculo entre mãe e filho.

Redução o risco de infecção

Por fim, a diminuição do risco de infecção é outra vantagem do parto humanizado. O contato entre mãe e bebê no momento do nascimento, seguido pela primeira mamada permite que a criança consuma o colostro.

Essa substância, junto ao contato com a microbiota natural da pele da mulher, promove o fortalecimento do sistema imune do bebê, diminuindo assim os riscos de infecção em partos normais e cesáreas.

Dicas para realizar parto humanizado em sua instituição

Considerando todos os benefícios que o parto humanizado oferece para mãe e bebê, optar por promover este tipo de procedimento na instituição hospitalar é uma excelente alternativa. A seguir, confira o que é necessário para isso.

Treinamento de equipe multiprofissional

Para inserir o parto humanizado em um hospital é fundamental que a equipe seja treinada. Médicos e profissionais de enfermagem devem estar aptos para oferecer condições que promovam além do bem-estar, segurança e tranquilidade para mãe e bebê.

Investir em ambiente e equipamentos adequados

Além do treinamento adequado para a equipe multiprofissional, o ambiente deve estar apto para receber a mulher no parto humanizado. Para isso, é importante que o hospital invista em um ambiente e equipamentos adequados. A instituição deve contar com um centro de parto natural que ofereça materiais voltados para o procedimento.

Da mesma forma, o local deve ser equipado com banheiro individual, luz indireta, música, e cama especializada. Atualmente, é possível optar pela Cama de Parto Humanizado, desenvolvida especialmente conforme os conceitos do parto humanizado.

Neste equipamento, podem ser realizados todos os procedimentos de pré-parto, parto e pós-parto, suprindo todas as condições necessárias para o parto natural nas suas diversas alternativas.

Assim, é possível que a mulher tenha o parto ativo, onde ela é responsável por decidir sobre a melhor forma e posição para o nascimento. Com a cama especializada, evita-se transferências da parturiente entre o quarto e o centro cirúrgico, proporcionando maior aconchego, conforto e individualidade.

É fundamental contar também com equipamentos necessários em casos de intercorrências, como um aspirador equipado para realizar o parto assistido com ventosa. Assim, é possível evitar situações de risco e promover a saúde do bebê durante o nascimento.

Você conheceu na leitura de hoje a importância do parto humanizado para mãe e bebê, suas vantagens e dicas sobre as principais mudanças que devem ser feitas para garantir o espaço ideal para esse tipo de procedimento em um hospital.

Para conhecer mais equipamentos essenciais para o seu hospital, acesse a página dos nossos produtos!

Select the fields to be shown. Others will be hidden. Drag and drop to rearrange the order.
  • Image
  • SKU
  • Rating
  • Price
  • Stock
  • Availability
  • Add to cart
  • Description
  • Content
  • Weight
  • Dimensions
  • Additional information
Click outside to hide the comparison bar
Compare

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade