RTS

9 dicas de como manter a qualidade nos serviços de saúde privada

Para garantir melhor atendimento, é fundamental que o profissional realize uma gestão de qualidade nos serviços de saúde. Esse é um tema que ganha cada vez mais destaque para tornar o hospital um ambiente seguro e organizado.

A gestão de qualidade é uma atividade que apresenta como objetivo controlar uma organização, visando melhorar os serviços prestados. Por isso, a intenção da gestão de qualidade é garantir a satisfação final do paciente, cumprindo suas necessidades da melhor forma. A seguir, conheça melhor este tema e acompanhe 9 dicas para manter a qualidade nos serviços de saúde!

O que é gestão da qualidade nos serviços de saúde

A gestão de qualidade nos serviços de saúde tem como foco planejar e desenvolver ações para que o ambiente hospitalar se torne sustentável, seguro e confiável. Dessa forma, algumas questões são essenciais na qualidade dos serviços de saúde, como acessibilidade, eficácia e eficiência.

Ou seja, não basta disponibilizar serviços aos pacientes. Também é necessário que eles sejam realizados com qualidade. Para atingir tal qualidade é importante utilizar algumas ferramentas de gestão que ajudam a organização.

A qualidade dos serviços de saúde é fundamental para tornar a administração hospitalar eficaz, atendendo a necessidade dos pacientes. Adotar um sistema de gestão de qualidade em saúde é uma decisão estratégica que cria um diferencial para a instituição.

Além disso, influencia diretamente no desenvolvimento, envolvendo questões legais e econômicas. A busca pela qualidade nos serviços de saúde não pode ser restrita. É importante usá-la para reduzir a complexidade de processos, desperdícios e trabalho desnecessário.

Qual a importância da gestão da qualidade em saúde?

Para os pacientes da instituição, a gestão de qualidade é uma forma de levar garantia aos serviços oferecidos, com procedimentos sendo realizados de forma adequada, principalmente em relação à segurança e higiene.

Para uma administração eficiente, o controle da gestão e de qualidade de serviços é fundamental. A prestação de atendimento será satisfatória, assim como o funcionamento de toda a organização.

Com a gestão da qualidade em saúde é possível adquirir novos procedimentos e competências. Para os profissionais, ela permite trabalhar em um ambiente organizado, com boa infraestrutura que garanta a qualidade de vida dos pacientes.

9 dicas de como manter a qualidade nos serviços de saúde privada

Visto que a qualidade dos serviços em saúde é um conjunto de práticas que visam planejar, organizar e otimizar as ações realizadas na instituição, é importante saber como manter essa qualidade. Para isso, acompanhe as dicas, a seguir.

1. Faça um planejamento estratégico

Um planejamento estratégico é importante para avaliar o negócio como um todo, identificando o que pode ajudar a destacar a instituição. Por isso, é importante focar na relevância deste planejamento.

Ao entender os desafios dos setores, é possível realizar a gestão e potencializar os processos que tornem a experiência dos pacientes um grande diferencial, elevando sua satisfação.

2. Defina políticas de atendimento e treine a equipe com excelência

Outra dica para ter qualidade nos serviços de saúde é definir as políticas de atendimento da instituição. Estabelecer os tratamentos adequados para os pacientes é uma forma de garantir qualidade e satisfação a todos.

Por isso, é fundamental desenvolver um documento com as definições, compartilhando-o com todos os profissionais que atuam naquele setor do hospital, inclusive os que não têm contato direto com os pacientes.

Além disso, o treinamento da equipe é muito importante para manter a qualidade nos serviços de saúde. Dessa forma, é essencial realizar qualificação adequada para melhorar o atendimento, garantindo a satisfação dos pacientes. Os treinamentos devem ser periódicos, sempre relembrando as informações e atualizando os profissionais.

3. Invista em equipamentos de qualidade

Investir em equipamentos de qualidade é outro ponto importante para manter a qualidade nos serviços de saúde prestados. Auxiliando diagnósticos, tratamentos e também na promoção de saúde, contar com ferramentas de qualidade contribui para o acolhimento do paciente e atenção integral às suas necessidades.

Com equipamentos médicos de qualidade, é possível oferecer segurança aos pacientes, além de assegurar a funcionalidade do leito. Uma boa alternativa é utilizar o serviço de aluguel de equipamentos com gestão integrada. Dessa forma, a instituição conta com profissionalismo, comodidade, economia e eficácia.

Afinal, a empresa que faz a locação será a responsável por manutenção preventiva ou corretiva, atualização dos produtos, troca em caso de avarias, treinamento da equipe em relação ao funcionamento, e muito mais, sem que toda a responsabilidade seja do gestor.

4. Facilite a marcação e administração de consultas, exames e cirurgias

Outra forma de manter a qualidade é facilitando processos que costumam ser complicados e demorados. Um exemplo é a marcação e administração de exames, consultas e cirurgias. É importante disponibilizar diferentes canais de comunicação, de acordo com o volume de procedimentos, instalando ferramentas como, por exemplo, um PABx (central telefônica).

Além disso, os profissionais responsáveis pelo atendimento devem ser educados e atenciosos, de modo a deixar o paciente seguro e à vontade em relação à qualidade dos serviços oferecidos pela instituição.

Da mesma forma, os procedimentos devem ser organizados na administração das consultas, exames e cirurgias marcadas, facilitando a identificação das datas, horários compatíveis com a disponibilidade, e pacientes.

Outra forma é investir em soluções tecnológicas que ajudam a melhorar a qualidade neste atendimento, como canais alternativos para o agendamento de cada um dos procedimentos. Utilizar o agendamento online para consultas e exames também é uma maneira eficaz de otimizar o tempo do paciente e dos profissionais.

5. Reduza o tempo de espera por atendimento

Seja qual for a necessidade do paciente na instituição, é importante respeitar e prezar pelo tempo de atendimento. Ele deve ser realizado de forma atenciosa e humanizada, com tempo que seja justo para todos. Por isso, é importante que a agenda dos profissionais da instituição considere o tempo médio dos atendimentos em hospitais.

Com essa organização, é possível prestar um atendimento de qualidade, reduzindo o tempo de espera para cada consulta e impactando positivamente os pacientes em relação aos serviços prestados.

6. Realize pesquisas de satisfação

O hábito de realizar pesquisas de satisfação com os pacientes da instituição é uma excelente forma de identificar pontos que podem ser melhorados. É importante que a pesquisa tenha aspectos para avaliar o atendimento médico, consultas, tempo de espera, procedimentos realizados, estrutura, e outros fatores que influenciam no serviço prestado.

Esse é um método de fácil aplicação que aproxima o paciente da instituição, reforçando sua importância no contexto. Contudo, para que a pesquisa de satisfação seja eficaz, é essencial evitar o desperdício de informação, tendo bastante cuidado ao analisar situações que precisam de melhoria. É indicado realizá-las com frequência, com o objetivo de avaliar se os serviços estão mantendo a qualidade desejada, assim como as políticas de atendimento sendo cumpridas.

7. Tenha uma infraestrutura que ofereça conforto

A infraestrutura da instituição deve refletir os valores estabelecidos para a qualidade dos serviços de saúde. O espaço precisa ser adequado para o atendimento dos pacientes, desde seu momento de espera até o período pós-alta.

O ambiente deve ser limpo, confortável, organizado e seguro, atendendo as normas exigidas e oferecendo a melhor experiência. Por isso, incluir climatização adequada, mobiliário e distração também é importante.

A estrutura deve ser capaz de oferecer aos pacientes e profissionais o melhor para um atendimento de qualidade. Caso contrário, o paciente terá má impressão, prejudicando sua satisfação em relação à instituição.

8. Invista no ERP (Enterprise Resource Planning)

Outra importante dica é investir no ERP (Enterprise Resource Planning), sistemas integrados de gestão empresarial. Essa alternativa é amplamente conhecida e utilizada como principal ferramenta para organização e gerenciamento de empresas e instituições.

Com seu uso, é possível personalizar o sistema de gestão hospitalar por meio da conexão com outros sistemas operacionais e soluções. Assim, é possível atender as necessidades específicas da área, destacando ainda a instituição pela inovação, aumentando seu potencial competitivo no mercado.

9. Acompanhe os indicadores de desempenho

Por fim, para manter a qualidade dos serviços de saúde, é importante ter atenção aos indicadores de desempenho, viabilizando análises e comparações que possam ajudar a orientar a gestão.

Assim, é possível torná-la confiável, saber o que deve ser melhorado. Os indicadores de desempenho devem ser observados em conjunto, visto que são informações valiosas para melhorar processos, assistência e, consequentemente, os resultados financeiros da instituição.

A melhor forma de garantir a qualidade nos serviços de saúde é aplicar estas dicas de forma eficiente e estruturada. Dessa maneira, o gestor terá o aumento na produtividade, melhorando os processos de saúde e conquistando a satisfação de seus pacientes.

Gostou destas dicas? Então, compartilhe este conteúdo em suas redes sociais! Assim, outros profissionais também poderão entender um pouco mais sobre a importância da qualidade dos serviços em saúde!

Select the fields to be shown. Others will be hidden. Drag and drop to rearrange the order.
  • Image
  • SKU
  • Rating
  • Price
  • Stock
  • Availability
  • Add to cart
  • Description
  • Content
  • Weight
  • Dimensions
  • Additional information
Click outside to hide the comparison bar
Compare

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência em nosso site. Para saber mais acesse nossa Política de Privacidade